Infraestrutura

A infraestrutura da FURG para estudos relacionados à oceanografia é singular no país, destacando-se as disponibilidades do Navio Oceanográfico “Atlântico Sul”, a Estação de Apoio Antártico (ESANTAR), a Estação Marinha de Aqüicultura (EMA) e da estrutura dos 25 laboratórios do Instituto de Oceanografia.

O Navio de Pesquisa Atlântico Sul, incorporado ao patrimônio da Universidade Federal do Rio Grande – FURG em 1978, é uma plataforma de pesquisa para o desenvolvimento de atividades nas áreas de monitoramento do ambiente marinho nos aspectos físicos, químicos, biológicos e geológicos, na prospecção e nos estudos de dinâmica de populações de organismos pelágicos e demersais. Possui autonomia de 25 dias/mar com capacidade de amostrar com coletores especialmente desenvolvidos para pesquisa ou de tamanhos comerciais entre 10 e 1500 metros de profundidade. Pode também realizar mapeamentos do fundo oceânico até 2.000 metros de profundidade.

Por ser um dos únicos navios pertencentes à uma Instituição de Ensino Superior – IES Federal, atuou e vem atuando em todo o litoral brasileiro em vários projetos como REVIZZE, PRONEX. Mais recentemente, o N/Pq Atlântico Sul está envolvido em projetos de prospecção dos recursos pesqueiros de sardinha e anchoita no litoral Sul-Sudeste brasileiro, do projeto "Avaliação da Distribuição e Abundância dos Cetáceos no Talude e Plataforma Externa do Sudeste-Sul do Brasil", e no projeto "A Experiência Embarcada", financiado pelo MPA, que vem complementando o ensino prático embarcado dos alunos de Oceanografia de Universidades Federais e Privadas do Brasil.

Laboratórios

Os laboratórios que compõe a base do PPGOFQG estão hoje, depois da reestruturação da Universidade, contidos nos vários núcleos do Instituto de Oceanografia (IO-FURG). Os seguintes núcleos contém os laboratórios ligados ao programa: Núcleo de Oceanografia Física, Núcleo de Oceanografia Química, Núcleo de Oceanografia Geológica, Núcleo de Oceanografia Biológica. Além disso, há forte interação com o Núcleo de Gerenciamento Costeiro e Núcleo de Recursos Renováveis (Pesca). A secretaria está dividida em duas salas que contam com o espaço total de 32 m2. Cada sala conta com computadores, impressoras jato de tinta e laser, máquina de xerox, Fax, retroprojetores, datashow, assim como uma biblioteca própria de acervo de documentos e teses impressas e em formato digital.

Núcleo Oceanografia Física

O Núcleo de Oceanografia Física ocupa uma área de aproximadamente 200 m2, compreendendo: salas de permanência de professores, almoxarifados, e os seguintes laboratórios após a reestruturação da FURG: Laboratório de Estudos dos Oceanos e Clima (LEOC), Laboratório de Oceanografia Costeira e Estuarina (LOCOSTE) e Laboratório de Dinâmica e Modelagem Oceânica (DinaMO). Recentemente, o Laboratório de Estudos dos Oceanos e Clima está recebendo apoio de infraestrutura direto do Ministério da Ciência e Tecnologia. Através de convênio com a FURG, estão sendo construídos na área da Base Oceanográfica Atlântica da FURG cerca de 500 m2 para o laboratório. Além disso, a direção do IO-FURG julga como prioritária a obtenção de recursos para a construção de uma área similar, anexa, para o LOCOSTE e DinaMO.

Núcleo de Oceanografia Química

O Núcleo de Oceanografia Química compreende os Laboratórios de Hidroquímica, Pesquisas em Cianobactérias e Micro-contaminantes Orgânicos e Ecotoxicologia Aquática em instalações que abrangem 350 m2. Existem dois laboratórios de ensino separados do núcleo (prédio central da hidroquímica): lá os seguintes equipamentos são utilizados em laboratório de cerca de 30 m2, onde são ministradas as aulas práticas de análises químicas de amostras ambientais: espectrofotômetro de luz visível, equipamento de banho-maria, centrífuga, estufa-balança de precisão, balança de pesagem rápida, forno mufla, freezer e refrigerador, destilador, bomba à vácuo e equipamentos para microfiltrações, um cromatógrafo líquido e um digestor de amostras. Os grupos do núcleo atuam em projetos de pesquisa junto aos órgãos governamentais e empresas do setor público e privado.

Núcleo Oceanografia Geológica

O Núcleo de Oceanografia Geológica é dividido em vários laboratórios os quais compreendem os laboratórios de Sedimentologia; Geoquímica; Geoprocessamento/Informática e Oceanografia Geológica (LOG). A área física é de 500 m2 compreendendo laboratórios de análises, salas de permanência e salas de aula que são utilizadas pelo Programa. A unidade física da administração do Programa de PgOcFisQuiGeol encontra-se aqui situada. A infraestrutura da Oceanografia Geológica está adequada às linhas de pesquisa desenvolvidas: Laboratório de Sedimentologia: conta com equipamentos para análises granulométricas de sedimentos (grosseiros e finos) e fornece dados básicos sobre as características texturais dos sedimentos. Laboratório Oceanografia Geológica: fornece apoio aos projetos de morfodinâmica de praias e operações costeiras rasas, e também conta com uma viatura tipo pick-up cabine dupla para apoio nas saídas de campo, um Jet-Ski para amostragens na zona de arrebentação e, no âmbito do projeto "Cassino", em conjunto com a NASA-Stennis Center, possui um conjunto de câmeras para imageamento contínuo da praia do Cassino, RS. Laboratório de Geoquímica: desenvolve trabalhos sobre às características geoquímicas dos sedimentos, com ênfase no estudo da matéria orgânica e dos elementos traços metálicos.

Bibliotecas

Com recursos de um projeto Financiado pelo PADCT, em 1992 foi criada a Biblioteca Setorial da Oceanografia, a qual possui atualmente um acervo de 1300 livros, teses e monografias. Adicionalmente possui 180 subscrições de periódicos científicos e informativos, nacionais e internacionais. A biblioteca encontra-se no Campus da Instituição em local privilegiado para discentes da pós-graduação. A biblioteca setorial possui ainda um sistema de consulta bibliográfica através de CD-ROM que permite acesso aos índices "Aquatic Sciences and Fisheries Abstracts" (ASFA) e "Life Sciences Abstracts". Adicionalmente, cada uma das três áreas do curso conta com pequenas bibliotecas/mapotecas e com a bibliografia particular dos pesquisadores (acessível aos alunos de graduação e pós-graduação). O Laboratório de Oceanografia Geológica, por exemplo, possui uma mapoteca com as principais cartas de navegação, batimétricas e sedimentológicas da Margem Continental Brasileira. A partir do final de 2005, a FURG passou a receber apoio para o Programa de Teses e Dissertações Eletrônicas (BDCT) com apoio de recursos do IBICT do MEC. Hoje, todos os computadores do curso, de docentes e alunos, estão conectados com as informações disponibilizadas pelos convênios da CAPES, principalmente pelo Science Direct.

Recursos de Informática

Recentemente, dentro do projeto de "Energia das Ondas" (EONDAS/Petrobras) e do REMO (Rede de Modelagem Oceânica / Petrobras) os Laboratórios LOCOSTE e DinaMO adquiriram 2 clusters de computadores de alta capacidade rodando em paralelo simulações numéricas do ambiente costeiro e oceânico. Ambos os projetos estão aportando somas de mais de R$ 1 milhão cada para o laboratório.

No setor de Geo-processamento e Informática do LOG foram adquiridos em 2007, mais 2 PC Pentium IV para totalizar os 14 computadores: 1.6 GHz agora disponíveis a pesquisadores e alunos. Também foi adquirida uma impressora laser.

Finalmente, em consonância com os tempos atuais, o parque de informática de todos os laboratórios ligados ao programa são renovados periodicamente (a cada 2-3 anos). Nos caso dos alunos de doutorado do programa estes recebem, e os de mestrado em sua grande maioria, dos laboratórios do programa um computador dedicado para os seu trabalhos.